Postagens Recentes

Notícias em Destaque

Loading...

Barra de Vídeos - Temas Selecionados

Loading...

sábado, 16 de maio de 2015

(Parte 1) Descoberta uma BASE ALIENÍGENA dentro das Montanhas Bucegi, na região central da Romênia.


Resultado de imagem para MONTANHAS BUCEGI



O artigo foi publicado originalmente em 30 de novembro de 2010, às 11:11. Foi melhorado, revisado, corrigido e republicado em maio de 2013. Se trata de uma descoberta épica e monumental e que se fosse tornada pública poderia mudar completamente a história e o destino da humanidade.



I. Uma breve Introdução:

No verão de 2003 (Junho a Setembro no hemisfério norte), em uma área inexplorada das Montanhas Bucegi (Europa Central, na ROMÊNIA), uma equipe do  DZ - Department Zero (uma secção secreta do Serviciul Român de Informaţii, SRI – Serviço de Inteligência Romeno), tinha feito uma descoberta épica e monumental, e que poderia mudar completamente o destino da humanidade.

Os Estados Unidos da América exerceu uma colossal pressão diplomática sobre o Governo romeno, que estava prestes a divulgar os resultados da descoberta para todo o mundo. As implicações se tornaram muito mais complexas, devido à interferência brutal da Ordem dos Illuminatis, que pretendia assumir o controle de ambos, do local da descoberta e da expedição conjunta romena-norte americana.



O especialista em fenômenos estranhos, e também o líder de operações para o Estado romeno, Cezar Brad, é o “herói” dos acontecimentos chocantes que ocorreram nas montanhas de Bucegi, na região central da Romenia. Ele também teve dois encontros memoráveis com um representante líder dos Illuminatis, e um alto membro do alto escalão do Grupo Bilderberg.

Cezar sentiu a alta pressão e um peso pesado em torno dessa pessoa. Ele estava cercado por uma nuvem de radiação pesada, desagradável que escondia suas verdadeiras intenções. Para este encontro, Cezar havia se preparado minuciosamente, isolando-se em uma sala e entrando em um estado de meditação profunda, para saber mais sobre essa pessoa.

II. Uma estranha visita de um poderoso membro do Grupo BILDERBERG:

Em maio de 2003, Cezar recebeu a visita de um personagem muito importante. O pedido de reunião veio através do SRI, como resultado da intervenção do governo. A pessoa era um estrangeiro, mas falava a língua romena muito bem. Ele também estava familiarizado com o país. A SRI informou a Cezar que o visitante era um membro do alto escalão de uma importante loja maçônica da Itália, ele era um nobre e tinha forte influência financeira na Romênia. Sua influência política também era muito elevada, uma vez que ele foi capaz de penetrar através das paredes de agentes do SRI e alcançar o DZ - Depto Zero.

Um helicóptero do SRI trouxe este alto e arrogante cavalheiro, vestindo um terno preto. Ele tinha uma bengala com punho de marfim e incrustações de ouro. Seu rosto expressava aspereza e seus olhos verdes tinha um efeito estranho, irradiando frieza incomum. Ele se apresentou como Sênior Massini  (provavelmente não o seu nome real). Ele estava muito confiante de seu poder e deixou a impressão de uma pessoa que estava acostumado a dar ordens.

Ele era o líder de uma das mais importantes lojas maçônicas da Europa e também para uma das organizações Illuminatis mais influentes do mundo: o famoso Grupo Bilderberg. Massini era muito direto e afirmou que os seres humanos são de dois tipos: aqueles que podem ser manipulados e governados (estes formam a imensa maioria – A que vive apenas pedindo mais Pão e Circo, os NÉSCIOS), e aqueles que têm certas virtudes e personalidades fortes. Ele disse que seu grupo faz parte da mais alta ordem maçônica e é muito interessado no desenlace da discussão sobre o achado.


O Senhor Massini explicou que o Grupo Bilderberg não é uma loja maçônica, e que significa muito mais do que isso. Ele disse que as lojas maçônicas são apenas fachadas e o poder real (que controla e manipula todos os maçons) é muito maior do que o trigésimo (33º) terceiro nível hierárquico. Massini convidou Cezar para se juntar ao grupo, deixando-o entender que ele assim teria muitas vantagens (todas elas materiais).

De acordo com Cezar, Massini era tanto física como psiquicamente muito forte, o que contrastava com sua idade. Infelizmente para ele, o seu poder estava centrado em um ego enorme, uma arrogância desmedida e sentimento de superioridade sobre o resto da humanidade. Massini informou a Cezar que ele pediu pessoalmente para se entrevistar com Cezar, usando sua influência política, porque ele ficou impressionado com a energia psíquica de Cezar.

III. Os Espiões do Pentágono com os satélites

O Pentágono  usa satélite para espionagem geodésica, com base em tecnologia e forma de ondas biônicas, e descobriu em 2002 uma unidade separada em uma área específica dentro das Montanhas Bucegi, no centro da Romênia. O espaço vazio dentro da montanha não tinha correspondência com o exterior e parecia que havia sido esculpido a partir do seu interior, por seres inteligentes. Aquilo definitivamente não era uma caverna natural.

A varredura por satélite da montanha revelou dois grandes blocos energéticos. Essas barreiras eram feitas de energia artificial. O primeiro deles era como uma parede energética, bloqueando o acesso para o túnel, enquanto o segundo tinha a forma de uma abóbada (ou hemisfério) e foi localizado no lado oposto do túnel, perto do centro da montanha.




Massini tinha certeza de que dentro da cúpula iria ser descoberto algo extremamente importante. Ele tinha conhecimento profundo sobre a origem desta descoberta e tinha conhecimento da existência de pelo menos um item localizado dentro do grande salão hemisférico no interior da montanha. O túnel e a cúpula estavam estranhamente alinhados com as formações rochosas do topo da montanha, conhecida como “Babele” e a “Esfinge de Bucegi”.


Resultado de imagem para montanhas bucegi


IV. Uma estrutura semelhante no Iraque 

A equipe do Pentágono observou que a barreira de energia hemisférica tinha a mesma freqüência vibracional e da mesma forma que uma outra estrutura subterrânea secreta que haviam descoberto antes, perto de Bagdá, no Iraque. Logo após esta descoberta, a guerra do Iraque começou e depois de alguns meses, os americanos tiveram acesso ao maior segredo na área. Os iraquianos não sabiam nada a seu respeito e como Massini explicou a Cezar, o conteúdo da descoberta no Iraque tinha a ver com o misterioso passado da Terra e a história de suas organizações secretas.

Quando a investigação do Pentágono notou as semelhanças entre a estrutura subterrânea de Bagdá e uma das montanhas de Bucegi, Massini e seu grupo ficou extremamente agitado. Inicialmente, eles quase entraram em pânico. O pânico foi devido ao fato de que esta estrutura, muito maior e mais complexa do que a do Iraque, está no território da Romênia (Aparentemente, a Romênia provavelmente vai desempenhar um papel importante na queda das sociedades secretas que controlam o mundo atual e escravizam a humanidade).

Sugeriu-se também que em algum lugar acima das montanhas de Bucegi, uma pirâmide energética está localizada, que é invisível a olho nu e contem a história real do nosso planeta. (Pode-se imaginar o pânico da elite). Massini trouxe para o local uma máquina de perfuração de rocha ultra sofisticada, para materiais duros, usada pelas forças armadas dos EUA.

O aparelho se utiliza de um forte jato de plasma e uma espécie de campo magnético rotativo, literalmente derretendo a rocha sem nenhum esforço visível (Este equipamento foi utilizado na construção de várias bases subterrâneas nos EUA, como a base subterrânea da Área51 e em outros continentes)

V. Os segredos de Bucegi – Ano 2003

Eles foram capazes de conseguir uma penetração com cerca de 60-70 metros de distância da primeira barreira energética, e alcançaram a primeira galeria, o que parecia um túnel de metrô. Suas paredes eram perfeitamente polidas. No final do túnel existe um enorme portão de pedra, que estava protegido por uma barreira energética invisível.

As montanhas Bucegi, na região central da Romênia.

Três membros da primeira equipe de intervenção especial tentaram tocar a porta e logo morreram de parada cardíaca. Qualquer objeto (pedra, plástico, metal ou madeira) jogado na barreira de energia, imediatamente se transformava em poeira fina. Dois generais do Pentágono e o assessor presidencial dos EUA chegaram ao local.

VI. A Grande Galeria

Além da formidável barreira de energia, que causou a morte de três pessoas, encontraram também um portão de rocha sólida. Na parede do túnel, mesmo em frente da porta, havia uma área de 20 cm quadrados, em que foi descoberto um elaborado e preciso triângulo equilátero apontando para cima. Um quadrado foi localizado entre o enorme portão de pedra e a barreira de energia invisível. Cezar sentiu existir algum tipo de compatibilidade entre ele próprio e a barreira energética invisível, algo como uma “simpatia” mútua.

Sua mão tocou então levemente a superfície da barreira energética e ele sentiu um formigamento na pele. O escudo de energia que havia matado três pessoas era totalmente inofensivo para ele, então ele deu um passo adiante, passando através dela. As autoridades norte-americanas ficaram absolutamente atordoadas. Cezar estimou que a barreira não tinha mais do que uma polegada (2, 54 centímetros) de espessura.

Ele tocou o desenho do triângulo localizado no centro do quadrado e a porta de pedra gigantesca silenciosamente deslizou para a esquerda, para dentro da parede. Esse comando também cancelou a barreira energética, dando-lhes a todos acesso a uma sala enorme, que mais tarde foi chamada de “A Grande Galeria”.

Mesmo que não houvesse nenhuma fonte de luz visível, a Grande Galeria era completa e perfeitamente iluminada. Depois de desligar a primeira barreira energética, o enorme escudo hemisférico, no outro extremo da sala, de repente, se sintonizou com uma vibração mais elevada e começou a emitir radiações elevadas. Em uma análise mais aprofundada, a parede interior da Grande Galeria parecia sintética, mas também se sentia que algo orgânico era parte dela. Ele tinha a cor de óleo, mas os reflexos eram de cor verde e azul.

Testes posteriores revelaram que o material da parede era um pouco áspero ao toque, mas não poderia ser riscado ou dobrado. Ele resistia a qualquer tentativa de ruptura, perfuração ou corte. Mais tarde, os cientistas tentaram queimar o material, mas de uma forma misteriosa, todas as chamas eram de alguma forma absorvidas dentro dele, da parede, deixando-a intacta.

Os cientistas norte-americanos concordaram que o material é uma combinação misteriosa de matéria orgânica e inorgânica. Depois de 280 pés (85 metros), a galeria de repente virava à direita em um ângulo agudo. Mais à frente uma luz azul, brilhante, podia ser vista. A luz azul no final da galeria era o reflexo do escudo de proteção de energia.

VII. Uma base subterrânea semelhante no Iraque 

O conselheiro dos EUA sobre questões de segurança nacional recebeu uma chamada e ele foi notificado de que o escudo energético de Bagdá, no Iraque, havia sido subitamente ativado, e ele também estava pulsando em uma freqüência maior. Na frente do escudo de Bagdá, um holograma do nosso planeta apareceu, que sequencialmente e, progressivamente, retratou o continente europeu, em seguida, mudou-se para o sudeste, em seguida mostrou as Montanhas Bucegi da Romênia e, finalmente, mostrou a sua própria localização dentro do corredor da estrutura subterrânea.


Illuminatis, Grupo BILDERBERG e Extraterrestres, uma combinação (verdadeira) que domina completamente o planeta, mas o tempo da “COLHEITA” está muito próximo.


Era óbvio que os dois escudos de energia hemisféricos estavam em uma conexão direta. Basicamente, a base iraquiana subterrânea havia sido notificada sobre a presença de pessoas no interior da base subterrânea romena em Bucegi. A má notícia é que a presidência dos EUA foi notificada e contatou a diplomacia romena. Em poucos minutos, toda a operação havia sido divulgada e o plano do “Signore” Massini foi pelo ralo.

A presidência dos EUA pediu para assumir o controle sobre a base secreta e toda a operação. Os políticos romenos, que não sabiam nada da operação secreta, para eles desconhecida, entraram em pânico. Generais do Pentágono presentes no local, tinham sido informados de que Washington exigiu uma reunião urgente.

VIII. CSAT (Conselho Supremo de Defesa da Romênia) reunião de emergência

Uma sessão de emergência do Conselho de Defesa Supremo (CSAT) da Romênia havia criado uma enorme onda de simpatia pelo Departamento Zero. A maioria de seus membros ficou abalada com a notícia que receberam. A decisão do CSAT foi continuar a investigação, mas sob o controle completo do Departamento Zero. Eles também tinham exigido um inventário de tudo que foi encontrado na Grande Galeria. De Bucareste (capital da Romênia), as ordens vieram em ondas, cancelando-se mutuamente.

Algumas eram muito veementes e rigorosas, enquanto outras eram indescritíveis – denotando a enorme tensão que a descoberta causara. Membros do CSAT estavam em sessão contínua, mantendo contato com a equipe de Bucegi. Depois de discutir tudo por horas, eles decidiram tornar pública a descoberta. O governo romeno iria fazer uma declaração formal para o mundo inteiro. Alguns membros do CSAT, porem, ficaram veementemente contra a decisão.

IX. Declaração Oficial da Romênia

Quando a diplomacia dos EUA foi informada de que a Romênia iria divulgar as descobertas, tudo entrou em sintonia com o caos. O Presidente da Romênia foi chamado para uma conversa por telefone direto com a Casa Branca. Em poucas horas, os EUA (e seus aliados europeus) bloquearam todas as transações financeiras com a Romênia e seu acesso a todas as outras instituições e organizações financeiras mundiais.

A Romênia estava prestes a declarar “estado de emergência” nas Montanhas Bucegi e na sua capital, Bucareste. As conversações entre as autoridades dos Estados Unidos que estavam em Bucareste e funcionários do Departamento de Emergência romeno ocorreu sem tradutores. As autoridades norte-americanas foram verbalmente violentas, sempre gritando e proferindo ameaças à Romênia e aos seus funcionários.



Em 2009, a televisão local "Antena 1" fez uma breve 

apresentação desses eventos


A divulgação oficial da descoberta pelo governo da Romênia para o mundo inteiro teria fornecido provas fotográficas e muitas outras coisas essenciais para um esclarecimento completo sobre a história da Terra. Cientistas e pesquisadores de todo o planeta estavam para ser convidados para estudos aprofundados. Mas o mais importante, ele teria revelado a verdade sobre o passado distante da humanidade e a sua história real – que de acordo com o que Cezar testemunhou dentro da Grande Galeria, é quase que inteiramente falsa (e completamente manipulada).

A reação do governo dos EUA foi muito brutal, porque a divulgação da descoberta teria quebrado a sua influência e poder global em um instante (e da elite que o controla também). A razão oficial citada pelos EUA para a não divulgação das descobertas, foi para não criar pânico no mundo, mas eles tinham deixado de reconhecer que o atual estado de angústia global é um resultado direto da mentira e manipulação deliberada realizada pela elite e sociedades secretas, por milênios.

Houve também uma intervenção do Vaticano (se você quer saber como é que o Vaticano soube sobre esta descoberta, então você deve saber que a igreja de Roma está no topo da pirâmide de controle do mundo e sua piedade religiosa é apenas uma fachada – leia-se:  The Darkest Secrets do Vaticano), no qual o Papa (o então “santo” polonês João Paulo II) pediu moderação antes deste grande e fundamental passo para a humanidade!

O Papa prometeu então liberar dos antigos arquivos secretos papais certos documentos que foram de grande importância para a Romênia. Os documentos dariam suporte às descobertas (sim, isso é o quão poderoso é um Papa). Após 24 horas de negociações, um acordo final ocorreu entre a Romênia e os EUA. O Estado romeno adiaria a divulgação e, gradualmente, apresentaria tudo para o povo.

X. A Sala de Projeção 

Resultado de imagem para montanhas bucegi

A Grande Galeria termina abruptamente com um auditório gigante, de 30 metros de altura (98,5 pés) e um comprimento de cerca de 100 metros (328 pés). A sala de projeção era menor em tamanho e também era protegida por um escudo energético. Avançando através do escudo, uma parte dele desaparecia, revelando a forma de uma porta, permitindo o acesso para dentro dele. O escudo protegia a sala de projeção de quaisquer influências externas. Uma vez na sala, o escudo tornou-se compacto e parecia um muro branco-dourado.



Basicamente, o escudo formava esta sala em forma de cúpula, com paredes e teto curvos. Na parte de trás da sala, a uma altura de cerca de 10-12 metros (33-39,5 pés), o escudo terminava onde tocava a parede de pedra da sala. Nesta parede havia três enormes buracos que se abriam em túnel: um localizada em frente, e os outros dois eram simétricos em ambos os lados. Eles eram iluminados por uma luz difusa em um tom esverdeado. Ambos os lados, o romeno e o norte americano decidiram proibir o acesso a esses túneis e foi assinado um protocolo entre eles. 

Resultado de imagem para montanhas bucegi


(CONTINUA...)


Fontehttp://humansarefree.com/
Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@gmail.com


Saiba mais aqui: http://thoth3126.com.br/o-iraque-babilonia-ira-persia-e-a-luta-pela-heranca-extraterrestre/